sexta-feira, 18 de março de 2016

Poesia comestível (!)

Prosseguindo o Mês da Leitura, o 5.ºD foi convidado a deslocar-se à sala 13, para uma atividade em torno do texto poético.
A partir do poema "Frutos", de Eugénio de Andrade, foram propostas várias (e divertidas) leituras, sendo uma delas (com as mãos limpinhas) a composição de exóticas saladas de frutas, muito apetitosas e comestíveis.
No final, transformada a poesia em arte, comeu-se.


Sem comentários:

Publicar um comentário